Nem industrial, nem tecnológica. Você já ouviu falar na Sociedade da Informação?

São muitos os conceitos que tentam definir a sociedade na qual vivemos, tanto no passado, como no presente e no futuro. Industrial, pós-industrial, contemporânea, moderna, pós-moderna, tecnológica, entre outras. Entretanto, uma das expressões que mais condizem com a realidade – e que não é muito difundida, apesar de ter sido inventada no século 20 – é a chamada Sociedade da Informação.


POR Comunicação Systêxtil, - 30/08/2019

A expressão Sociedade da Informação surgiu para substituir, no final do século 20, o conceito de “sociedade pós-industrial”. Historicamente, a Revolução Industrial foi marcada pela adoção de novas tecnologias, transformando o estilo de vida da humanidade. Aqui, abrimos um parêntese para dizer que foi especialmente para o mercado têxtil que surgiram as primeiras máquinas, com o objetivo de facilitar o processo de produção de roupas.

Mas voltando para a Revolução Industrial, entre os séculos 18 e 19, as inovações tecnológicas vieram com o propósito de trazer produtividade e eficiência aos processos mercantis. Esse momento da história marcou, também, o desenraizamento de grandes massas humanas e os homens passaram a buscar trabalho em lugares distantes do seu ponto de origem. Nesse período, o aparecimento da máquina-ferramenta mostrou que as mesmas operações parciais, feitas pelo trabalho humano, podiam ser executadas pela máquina – superando as limitações orgânicas do homem.

Ao longo do século 20, parte da humanidade começou a se preocupar no que poderia ser o “fim do trabalho humano”. O principal questionamento era “se a revolução tecnológica levaria para uma sociedade do desemprego ou para uma sociedade do tempo livre”. Essa ainda é uma boa questão para ser refletida!

Na Era Industrial, os insumos baratos eram os de energia. Hoje, na Era em que vivemos, seja ela pós-industrial ou moderna, como você preferir, a informação é a principal mercadoria, matéria-prima e um dos mais baratos insumos – arriscamos até dizer que é o mais barato! – gerando novos canais de comercialização. Hoje, as tecnologias são as principais protagonistas.

Habitamos uma “sociedade da informação”. As transformações são técnicas, organizacionais e administrativas. Os sistemas de informação e de comunicação permeiam e viabilizam virtualmente as relações humanas, e as informações produzidas ficam armazenadas em ambientes onlines, digitais e acessíveis. Nas nuvens!

Mas as mudanças não param por aqui. Uma nova indústria – e uma nova tentativa de definir a sociedade – se aproxima, caracterizada pelo casamento de tecnologias físicas e digitais, como inteligência artificial, robótica, Internet das Coisas (Iot), e outros conceitos que ficarão cada vez mais comuns nos noticiários e timelines da tribo informatizada. 

É sobre isso que vamos escrever no próximo artigo. Você sabe o que é Indústria 4.0 e quais os pilares que essa realidade engloba?


Inscreva-se para receber novidades